Gerenciamento de dados

A Google Analytics API permite acesso programático a vários objetos relacionados a dados, como filtros, segmentos, metas, experiências e dimensões e métricas personalizadas.

Introdução

Todas as entidades de gerenciamento de dados são acessadas de forma semelhante. A maior diferença entre elas é onde estão na hierarquia do Google Analytics.

Os filtros estão no nível da conta, mas só fazem efeito nos seus dados depois que você cria um link de filtro de perfil. É possível ter muitos filtros em uma conta e aplicá-los seletivamente a vários níveis. As duas extremidades aceitam o complemento completo de verbos REST, delete, get, insert, list, patch e update. Para recursos adicionais, consulte:

Segmentos

Os segmentos são entidades de nível superior. Elas pertencem ao usuário e só podem ser criadas na interface da Web do Google Analytics. No entanto, com a API de gerenciamento, você pode listar os segmentos de usuários autorizados. Esse método é útil se você está criando um aplicativo com a API de relatórios principais, pois a propriedade segmentsId pode ser usada com o parâmetro "segment" na API de relatórios principais. Para recursos adicionais, consulte:

Metas

As metas estão no nível da vista da propriedade (perfil). Embora seja possível criar e atualizá-las com a API, não é possível exclui-las. No entanto, você pode marcá-las como inativas definindo a propriedade ativa como False. Além disso, você pode criar no máximo 20 metas pela API. Consulte a página sobre limites e cotas para saber mais detalhes. Para recursos adicionais, consulte:

Experiências

As experiências estão no nível da vista da propriedade (perfil). Com a estrutura de experiências do Google Analytics, você pode testar praticamente qualquer alteração ou variação em um website ou aplicativo para ver seu desempenho quanto à otimização para uma meta específica. É possível listar, criar, atualizar e excluir experiências com a API. Para recursos adicionais, consulte:

Dimensões e métricas personalizadas

É possível criar e atualizar dimensões e métricas personalizadas por meio da API, o que geralmente é útil ao configurar muitas propriedades. Quando você altera o nome ou o escopo de uma dimensão ou métrica personalizada existente, seus dados podem ser afetados. Isso pode ocasionar inconsistências inesperadas. Para saber mais, consulte a seção Considerações sobre a implementação do artigo da Central de Ajuda sobre dimensões e métricas personalizadas. Para recursos adicionais, consulte:

Próximas etapas

Agora que você sabe como gerenciar contas, usuários e recursos de dados, veremos como usar algumas das configurações mais avançadas do Google Analytics. As próximas seções abrangem Vinculação do Google AdWords, Importação de dados e Relatórios sem dados de amostra (Analytics 360).