Cota e relatórios

Esta página é destinada apenas a clientes que têm uma licença antiga do Maps APIs for Work ou do Maps API for Business. Esta página não se aplica a clientes com o novo Google Maps APIs Premium Plan, disponibilizado em janeiro de 2016.

Cota

As APIs do lado do cliente no pacote do Google Maps APIs for Work agregam visualizações de páginas à cota adquirida. Uma visualização de página é definida como:

  • Um único carregamento da Google Maps JavaScript API em uma página.
  • Uma única solicitação de uma imagem da Google Street View Image API ou da Google Static Maps API.
  • Um único carregamento da Google Earth API em uma página.

Interações do usuário com um mapa, como deslocamento, alteração de zoom ou alteração de tipos de mapas não geram visualizações de página adicionais.

Uma visualização de página será gerada se a API for carregada na página, mesmo se a API não for usada para exibir um mapa. Portanto, não recomendamos a inclusão da tag <script> que carrega a API em modelos de página e recomendamos o carregamento assíncrono da API em páginas em que os mapas somente são exibidos como resposta a atividades opcionais do usuário.

Depois de usar toda a cota adquirida, será necessário renovar imediatamente a licença.

Relatórios

Você pode analisar as estatísticas de uso de duas formas diferentes:

  • Para obter informações detalhadas sobre o uso do Google Maps APIs for Work no que diz respeito à cobrança, acesse os relatórios disponíveis na guia Maps: Usage Report do Google Cloud Support Portal.

  • Para saber como os clientes interagem com um aplicativo da Google Maps JavaScript API, você pode ativar o Analytics for Google Maps APIs for Work.

Relatórios de uso

O Google Cloud Support Portal fornece relatórios detalhados para a Google Maps JavaScript API e as APIs de imagem do Google Maps.

Depois de fazer login no portal, clique em Maps: Usage Report no painel de navegação esquerdo. Você pode filtrar por canal e por intervalo de datas.

Os dados desses relatórios são os mesmos dados usados pelo Google para determinar a cobrança baseada em uso.

Relatórios de canal

Para rastrear o uso em diferentes aplicativos que usam o mesmo ID do cliente, você pode fornecer o parâmetro opcional channel nas solicitações. A especificação de valores de channel distintos para aspectos diferentes do aplicativo permite determinar precisamente como o aplicativo é usado.

Por exemplo, um site externo pode acessar a API usando um channel definido como customer e o departamento de marketing interno pode usar um channel definido como mkting. Os relatórios detalharão o uso por esses valores de channel.

Os relatórios de canal estão disponíveis para aplicativos usando a Google Maps JavaScript API, as APIs de imagem ou qualquer um dos serviços Web das Google Maps APIs.

O parâmetro channel deve usar o seguinte formato:

  • Deve ser uma string ASCII alfanumérica.
  • Os caracteres ponto (.), sublinhado (_) e hífen (-) são permitidos.
  • O parâmetro channel não diferencia maiúsculas de minúsculas. Parâmetros channel com caracteres maiúsculos, minúsculos e mistos são mesclados em um único parâmetro equivalente em letras minúsculas. Por exemplo, o uso do canal CUSTOMER é combinado com o uso do canal customer.
  • O valor de channel deve ser um valor estático atribuído por instância de aplicativo e não deve ser gerado dinamicamente. Por exemplo, não é possível usar valores de channel para rastrear usuários individuais.

Até 2.000 canais distintos podem ser usados por ID do cliente.

O parâmetro channel deve ser anexado ao valor de src da tag script:

<script src="https://maps.googleapis.com/maps/api/js?v=3&client=gme-yourclientid&channel=YOUR_CHANNEL"></script>

Analytics for Google Maps APIs for Work

Com o Analytics for Google Maps APIs for Work, você pode saber como as pessoas interagem com seus mapas, o que permite aprimorar o aplicativo de acordo com estatísticas de uso reais. O Analytics for Google Maps APIs for Work responde perguntas como:

  1. Que nível de zoom e tipo de mapa são mais comuns?
  2. Para que países os usuários solicitam resultados de geocodificação?
  3. Qual a frequência de uso dos serviços do JavaScript?

O Analytics pode ser ativado sem qualquer mudança para o código. Todos os dados são agregados de forma anônima para proteger a privacidade dos usuários. Os relatórios estão disponíveis para a Google Maps JavaScript API e serviços relacionados.

Este relatório *Zoom Interactions* mostra que, para os sites associados a esse
ID do cliente, a maioria dos usuários usa níveis de zoom entre 4 e
7.

Acessar o Analytics

Acesse o Google Cloud Support Portal e selecione Maps: Analytics na lista Resources. Se você tiver vários IDs do cliente associados à sua conta, deverá selecionar o ID do cliente e o canal que quer usar todas as vezes que acessa o Analytics.

Ativar o Analytics para o ID do cliente

Por padrão, o Analytics é desativado e deve ser ativado para cada ID do cliente. Será solicitada confirmação de que você quer ativar o Analytics na primeira vez que você tentar acessar os relatórios para cada ID do cliente. Pode demorar até 5 minutos para que o Analytics comece a gravar dados depois que esse processo é concluído.

Não é necessário modificar o código existente, a menos que você pretenda utilizar o recurso de canal e não tenha especificado um canal durante o carregamento da biblioteca JavaScript.