Configurar um terminal de comerciante

Neste guia, descrevemos como configurar o smart tap para comerciantes.

Configurar um terminal de comerciante para resgatar Passes por meio do smart tap

Os comerciantes e os fornecedores de terminais dependem do desenvolvedor do Pass a fim de configurar os terminais para o resgate do smart tap. Assim que o terminal de um comerciante estiver configurado para o smart tap, um desenvolvedor do Pass poderá permitir que classes específicas sejam resgatadas no terminal do comerciante.

Para verificar se os terminais do comerciante podem resgatar o Pass por meio de NFC, você precisa concluir estes passos:

  • Determine a conta do emissor para o desenvolvimento do Pass de um comerciante específico.
  • Determine a conta do emissor de resgate ativada para o smart tap.
  • Ative uma classe para o smart tap nos emissores de resgate.

Estes são os valores de configuração do smart tap:

Para uma conta do emissor de resgate, defina:

  • o código do coletor, que é gerado automaticamente quando uma chave pública é atribuída a uma conta do emissor de resgate;
  • a versão da chave;
  • a chave pública.

Os fornecedores de terminais definem esses valores nos terminais em lojas de comerciantes:

  • Código do coletor
  • Versão da chave
  • Chave privada

Defina estes valores no Pass:

  • Permita que uma classe seja resgatada pelo smart tap.
  • Defina as contas do emissor de resgate ativadas para o smart tap.
  • Defina o valor a ser transmitido: smartTapRedemptionValue.

Para mais informações sobre esses valores, consulte Entender os identificadores de coleção.

Determinar a conta do emissor que contém Passes

Determine a conta do emissor que contém Passes dos comerciantes. Essa conta do emissor contém as classes e os objetos dos Passes desenvolvidos para cada comerciante. Há duas opções.

  • Uma conta do emissor central para todos os comerciantes
  • Uma nova conta do emissor por comerciante

Veja um exemplo:

O Foo-Loyalty gerencia programas de fidelidade separados para o iLuvCoffee e o teaLuv. É possível configurar os respectivos cartões de uma das seguintes maneiras:

Inclua todas as classes em uma conta do emissor "Foo-Loyalty". Essa opção é preferível se você pretende acompanhar onde os cartões podem ser resgatados em um nível de classe. Também é uma boa opção quando acesso à API do comerciante nunca é concedido para essa conta do emissor.

Crie duas contas separadas: "iLuvCoffee por meio do Foo-Loyalty" e "teaLuv por meio do Foo-Loyalty". Essa opção é mais recomendada se você quiser supor que todas as classes em uma determinada conta do emissor sejam resgatáveis para um determinado comerciante ou se precisar conceder acesso à API para a conta do emissor.

Consulte Entender os identificadores de coleção para avaliar qual opção funciona melhor para você.

Se você for um fornecedor de plataforma que desenvolve cartões para muitos comerciantes, entre em contato com o suporte da API Google Pay for Passes para solicitar uma conta do emissor para um novo comerciante.

Determinar a conta do emissor de resgate

Determine se o terminal de um comerciante está configurado para ler o Pass.

Há dois cenários possíveis:

Cenário 1: o comerciante já tem Passes resgatáveis

Se o comerciante confirmar que já pode resgatar os cartões do Google Pay usando os terminais, siga estes passos:

  1. Solicite ao comerciante o código da conta do emissor de resgate ativado para o smart tap. Se o comerciante não souber esse valor, peça para ele entrar em contato com o suporte da API Google Pay for Passes para receber o valor.
  2. Ative o Pass resgatável no terminal. Consulte a seção Ativar a classe para o smart tap nos emissores de resgate para ver instruções.

Cenário 2: o terminal do comerciante aceita o smart tap, mas nenhum Pass tem o smart tap ativado

Se o comerciante tem um terminal que aceita o smart tap, mas não usou o recurso, ajude-o a configurar o smart tap para o terminal.

Ativar smart tap para um comerciante

Siga estes passos a fim de ativar o smart tap para um comerciante:

  1. Determine a conta do emissor de resgate para ativar o smart tap. Há duas maneiras de fazer isso:
    1. Crie uma em nome do comerciante. As informações de contato da conta do novo emissor precisam conter as informações do comerciante.
      1. Por formulário: solicitar acesso à API Google Pay for Passes.
      2. Por API REST: consulte criar uma conta do emissor.
    2. Determine se é possível reutilizar uma conta que contenha os cartões desenvolvidos anteriormente.
      1. Se a conta do emissor para desenvolvimento do Pass contiver uma classe para comerciantes diferentes, você precisará configurar uma nova conta em nome do comerciante. Para configurar uma nova conta, use um dos dois métodos descritos acima. Essa é a "conta do emissor de resgate".
      2. Se a conta do emissor para desenvolvimento do Pass só contiver classes para o comerciante específico, designe-a como a conta do emissor de resgate. Não é necessário solicitar uma nova.
  2. Solicite a chave pública e a versão da chave do fornecedor do terminal.
    1. Se o fornecedor do terminal exigir inicialmente um DI do coletor, vá para o passo 3 para gerar o ID do coletor.
  3. Use a API para atribuir chaves públicas e versões de chave ao emissor de resgate.
    1. Esse processo atribui um ID do coletor ao emissor de resgate.
    2. Para verificar o ID do coletor, consulte Receber o ID do coletor gerado automaticamente.
  4. Dê ao fornecedor do terminal o código do coletor configurado no passo 3.
  5. Forneça as seguintes informações ao comerciante:
    1. No passo 1, forneça o código do emissor do resgate e o link para a conta da API Google Pay for Passes no Merchant Center.
    2. No passo 3, forneça o código do coletor.
    3. Informe ao comerciante que ele precisa armazenar o código da conta do emissor de resgate e o código do coletor permanentemente. O comerciante precisa fornecer o ID da conta do emissor de resgate a qualquer desenvolvedor do Pass que precise das classes ativadas para o resgate do smart tap.

Qualquer desenvolvedor do Pass pode mapear uma classe para ser resgatada pelo smart tap para este comerciante, desde que tenha o ID da conta do emissor de resgate.

Ativar classe para o smart tap nos emissores de resgate

Uma classe pode ser resgatada por vários comerciantes. Por exemplo, o mesmo programa de fidelidade, representado por uma classe, pode ser útil em comerciantes diferentes. Nesse caso, a classe única terá vários IDs de conta do emissor de resgate atribuídos representando os vários comerciantes.

Permita que uma classe seja resgatada por vários comerciantes com uma API REST. Para mais informações sobre o uso da API para configurar o smart tap, consulte a seção Ativar um Pass para resgate do smart tap.

Para detalhes sobre o que é transmitido do cartão para o terminal via NFC, consulte a seção Valor transmitido do cartão.